quinta-feira, 5 de junho de 2014

É errado quando acreditas em cada um, mas também é errado quando não acreditas em ninguém






Sobre poucas coisas, todos dizemos estar de acordo. Porque para todas, bastam os cemitérios.










Os pequenos acidentes que nos vexam a toda a hora podem ser considerados como destinados a nos manter em actividade, a fim de que a força necessária para suportar os grandes acidentes não relaxe por inteiro durante a bonança.











Devemos aceitar o que é impossível deixar de acontecer.


Tens que me aceitar como eu sou visto que só assim eu creio que me possam ter amor.












Os abusos, como os dentes, nunca se arrancam sem dores.













A vida está cheia de uma infinidade de absurdos que nem sequer precisam de parecer verosímeis porque são verdadeiros.