sábado, 28 de dezembro de 2013


Sobretudo, não desesperar. Não cair no ódio, nem na renúncia. Ser homem no meio de carneiros













É preciso fazer um esforço contínuo para amar o presente. Viver pelo passado, pelo que se fez, pelo que se conseguiu, é o mesmo que alimentar uma fome premente com banquetes de outrora.









Creio que a vida não tem sombra de interesse, concebida e vivida em termos de mentira e de conveniência.










Enchi com frequência uma página de lamúrias, quando na verdade estava cheio de força e de alegria.






O homem só peca contra o homem e contra as suas criações. Só para olhos verdadeiramente impuros é que a nudez de Miguel Ângelo precisava de camisas.














Liberdade é disciplina, consciência e auto-limitação.