domingo, 18 de março de 2012

"Quando se corre atrás do espírito, apanha-se a tolice."

Quanto menos os homens pensam, mais eles falam.
"Correndo em busca do prazer, tropeça-se com a dor."

"Os leões têm uma grande força, mas esta ser-lhes-ia inútil se a natureza lhes não tivesse dado olhos."
"A sisudez é a armadura dos parvos."
Se quiséssemos ser apenas felizes, isso não seria difícil. Mas como queremos ficar mais felizes do que os outros, é difícil, porque achamos os outros mais felizes do que realmente são.
"O amor da democracia é o da igualdade."

A ignorância é a mãe das tradições.
"Se eu conhecesse alguma coisa que fosse útil à minha pátria, mas prejudicial à Europa, ou que fosse útil à Europa, mas prejudicial ao género humano, considerá-la-ia um crime."
"Verdade num tempo, erro num outro."
Normalmente, são tão poucas as diferenças de homem para homem que não há motivo nenhum para sermos vaidosos.
O que não for bom para a colmeia também não é bom para a abelha.
"Qualquer homem é capaz de fazer bem a outro homem; mas contribuirmos para a felicidade de uma sociedade inteira é parecermo-nos com os deuses."
"Os homens sentem uma grande atracção pela esperança e pelo receio, e uma religião sem inferno nem paraíso não poderia agradar-lhes de modo algum."
Nada devemos fazer que não seja razoável; mas nada também de fazermos todas as coisas que o são.
As conquistas são fáceis de alcançar, pois fazemo-las com todas as nossas forças; mas são difíceis de conservar, uma vez que apenas as mantemos com uma parte das nossas forças.
O que vulgarmente faz que um pensamento seja grande é dizer-se uma coisa que nos conduz a muitas outras.
"O receio aumenta-nos os desgostos, tal como os desejos os prazeres."
Até a virtude precisa de limites.
"A liberdade, esse bem que nos permite desfrutar dos outros bens."
Uma coisa não é justa porque é lei, mas deve ser lei porque é justa.
"A honra tem assim, as suas regras supremas, e a educação é obrigada a respeitá-las. Os princípios são que nos é sem dúvida permitido preocuparmo-nos com a fortuna, mas que nos é absolutamente proibido fazer o mesmo com a nossa vida."


"O estudo foi para mim o remédio soberano contra os desgostos da vida, não havendo nenhum desgosto de que uma hora de leitura me não tenha consolado."
Há tantos vícios com origem naquilo que não estimamos o suficiente em nós, como no que estimamos mais.

A luxúria é como a avareza: quantos mais tesouros tem, mais sôfrega se torna.
"A vantagem do amor sobre a libertinagem é a multiplicação dos prazeres."
Um homem não é infeliz porque tem ambições, mas porque elas o devoram
É uma infelicidade que existam tão poucos intervalos entre o tempo em que somos demasiado novos e o tempo em que somos demasiado velhos.
Para obter êxito no mundo temos de parecer loucos mas sermos espertos.