terça-feira, 25 de setembro de 2012

A ausência tanto é um remédio contra o ódio como uma arma contra o amor.

Bem melhor sozinho do que com tolos.



Paciência e nada de pressas fazem mais do que a força e a ira.
Lamentamos sempre aquilo que damos aos maus.

Evita julgar os outros pela aparência.










Aconteceu
Eu não estava à tua espera
E tu não me procuravas
Nem sabias quem eu era
E todo o ouro do mundo
Escolheria o que é teu
Não hesitava um segundo



Queria poder dizer
O que essa voz me diz







Faz lá como tu quiseres, faz lá como tu quiseres, faz lá como tu quiseres
Abraça-me bem, cobre meu corpo enfin nesse agasalho
São os teus braços sim, cuida de mim
Basta-me um gesto, porém, abraça-me bem
Bem no teu colo
Chega-me mais a ti, um pouco mais...
Suavemente assim tudo por fim são mágoas que eu consolo bem no teu colo






Hei-de ser a barricada,
arma, fogo, despedida.
Hei-de ser ferro forjado,
dia e noite amor calado.
Hei-de ser punho cerrado
e ternura docemente
e haja lá o que houver
estou p´ró que der e vier.

De manhã mal acordado,
de noite pouco ensonado.






Tenho a cabeça espetada
entre a noite e a madrugada.
Tenho um braço deitado
entre o perfeito e o enjeitado.