quinta-feira, 2 de abril de 2009




Abaixei minha calça e mostrei-lhe meu pau duro e melado, com pêlos em volta, dizendo-lhe que não era mais uma criancinha



Meu irmão veio por trás, cuspiu na mão e passou o cuspe no cu do amigo; em seguida, segurando com uma das mãos seu caralho duro e visivelmente molhado, encaixou-o no cu do negro, que abriu bem as pernas. Pude ver o pau do meu irmão desaparecer no cu do amigo e depois reaparecer. E meu irmão, segurando o colega de “estudo” pelos ombros, começou a movimentar-se ritmadamente, pondo e tirando o pau daquele cu

Desde pequeno sentia atração pelo membro masculino. Nem sequer sabia o que era ser gay ou sentir tesão por homens, mas sempre gostei de olhar para os paus.

Para minha surpresa, no entanto, vi quando ele segurou o próprio pau e começou a se masturbar segurando ainda em meu pau.

Lembro-me que, como adolescente, tive muitas dúvidas quanto à minha sexualidade

Black power


O amor não tem hora


O amor é leve


O amor às vezes começa tímido

O amor tem muitas formas

Foi uma das f...mais selvagens que ele me deu!Eu até parecia que ia desmaiar com tanta t...!ADOREI!

apetece dormir com ele todas as noites

É uma loucura quando sinto o corpo dele em cima de mim, os pelos dele a roçarem no meu corpo, e o pau dele encostado ao meu...e depois a entrar.

Estavamos no quarto a preparar-nos para irmos para a cama: eu estava de boxers e, de repente, senti-o por tras de mim a agarrar-me.Ele estava completamente doido ;-))))Imaginam como foi a seguir, né?

Como gostava de conseguir escrever tudo aquilo que sinto. Cada vez está a ser melhor