domingo, 31 de março de 2013




Até da história das pessoas que conhecemos melhor esquecemos as datas.




Somente pela arte podemos sair de nós mesmos




A amizade, a amizade que diz respeito aos indivíduos, é sem dúvida uma coisa frívola
O poder da nossa sensibilidade e da nossa inteligência, só o podemos desenvolver dentro de nós próprios
Pois as perturbações da memória estão ligadas às intermitências do coração.
Uma pessoa não está... nítida e imóvel diante dos nossos olhos, com as suas qualidades, os seus defeitos, os seus projectos, as suas intenções para connosco


Os seres não cessam de mudar de lugar em relação a nós.
A solidão é o império da consciência.
A solidão é muito bela, mas quando se tem perto de si alguém a quem o dizer.