segunda-feira, 8 de julho de 2013

Satisfaction






Estão dois camelos, pai e filho, a falarem um com outro.
— Papá, porque é que temos bossas?
— Para podermos armazenar água que nos faz muita falta no deserto.
— Papá, porque é que temos pestanas compridas?
— Para nos protegermos das tempestades de areia.
— Porque é que temos almofadas entre os dedos das patas?
— Para assentarmos melhor na areia quando andamos.
— Então, papá, se temos tudo isso, o que estamos a fazer no Zoo de Lisboa?




Uma formiga, um gafanhoto e uma centopeia decidiram reunir-se na casa da formiga. A formiga e o gafanhoto esperaram pela centopeia mais de uma hora. Finalmente, ela aparece a suar em bica.
— Por que razão demoraste tanto tempo a chegar? — perguntam os amigos.
— É que está lá fora um cartaz que diz: «Limpe os pés.»
— A minha mulher fugiu com o meu melhor amigo.
— Sim? E quem é ele?
— Não faço a menor ideia. Só sei que agora é o meu melhor amigo.







Um tipo diz a um amigo:
— Há três anos, fui de férias para a Grécia e a minha mulher ficou grávida. Há dois anos, fui para a Turquia, e a minha mulher ficou grávida. No ano passado, fui para as Baleares e ela voltou a ficar grávida. Agora, acabou! Este ano, ainda não sei para onde vou, mas desta vez ela vai comigo!
Diz um alentejano à mulher:
- Ó Maria, prepara uma roupa que eu quero tomar banho p'ra depois tratar dos negócios! E a mulher prepara a roupa e põe-na na casa de banho.
Vai o homem tomar banho, começa a correr água e grita:
- Ó Maria, traz-me o champô porra!
- Ah homem, então o champô tá aí na casa de banho! - diz a mulher.
- Ah, isto é para cabelos secos e eu já molhei a cabeça
Dois alentejanos encontram-se na rua.
— Atão compadre, que cara é essa?
— Ah Zé, tou aqui que na sei! Hoje faço cinquenta anos de casado!...
— Eh Maneli, parabéns, e atão o que vais dar a tua Maria?
— Olha quando fizemos vinte e cinco anos levei-a a Lisboa...
— Grande ideia...
— Agora na sei se a vá buscari.

Um alentejano visita o Oeste americano. Lá chegado, trava conhecimento com um proprietário rural, que o convida para o seu rancho e lhe diz:
- Amanhã de manhã, às oito horas, pego no carro, aponto a direito, sem virar nem à esquerda, nem à direita, e às quatro da tarde, continuo nas minhas terras. Não acha espantoso?
- Não - diz o alentejano. - Eu também há tempos tive uma merda de um carro igual ao seu.



O Instituto Pasteur anunciou que não vai usar ratos em experiências médicas. No lugar dos ratos utilizará advogados. Houve três razões para tomar esta decisão:
1. Existem no momento mais advogados do que ratos.
2. Os pesquisadores não ficam tão ligados emocionalmente aos advogados como aos ratos.
3. Há certas coisas que nem os ratos fazem


Um dos advogados grita ao outro:
- Você é um mentiroso!
O outro responde-lhe:
- E você é um vigarista!
Batendo com o martelo, o juíz diz:
- Bom, agora que ambos os advogados foram identificados, vamos prosseguir com o julgamento.







Um advogado morreu na pobreza.
Como não havia dinheiro para pagar o seu funeral, algumas pessoas começaram a fazer um peditório.
A dada altura, alguém pediu a um juíz:
- O senhor não quer dar 1 euro para enterrar um advogado?
- 1 euro? Só? Bolas... Pegue lá uma nota de 20 e enterre mais alguns!
Dois miúdos estão a conversar:
- O que é que o teu pai faz?
- É advogado.
- Sério?
- Não, um dos normais.
Batem à porta do advogado. Ele abre a porta e lá fora está um padre que diz: 
- Bom dia. Nós fizemos umas investigações e raparamos que o senhor ganha muito dinheiro, mas que nunca contribuiu com nada para a paróquia... O senhor não gostaria de fazer um donativo? 
O advogado pensa um bocado e diz: 
- Olhe lá... e nas suas investigações também não descobriu que a minha Mãe está prestes a morrer e gasta uma fortuna em medicamentos? 
- Bem... não... 
- E também não descobriu que o meu irmão é um veterano de guerra confinado a uma cadeira de rodas que não tem qualquer meio de sustento? 
- Pois, quer dizer... 
- E suponho que também não saiba que a minha irmã acaba de ficar viúva e que agora tem três filhos para sustentar sozinha, não é? 
- Pois, realmente eu não fazia ideia... 
- Então agora diga-me lá... se eu não dou dinheiro nenhum aqueles gajos, porque raio é que devia de o dar a si?









Um jornalista pergunta a Brigitte Bardot qual é o género de literatura que ela prefere.
— Os livros que tenham muitas personagens.
Logo no outro dia a artista recebeu de um admirador a última lista dos telefones de Paris... com uma luxuosa encadernação.