sábado, 9 de fevereiro de 2013

A grande maioria dos cães não morde as pessoas.

O luxo é não escolher.
Só por amor se vive assim.

É assim o amor. Nunca podemos contar com ele.

Ainda estou a apaixonar-me.




O amor sobrevive e continua, como vingança.
A felicidade é a excepção e o engano.


Temos o tempo que temos.



É horrível, não é? Mas só um santo não se aproveitaria.





Santa culpa, que é sempre nossa.
A culpa não é uma coisa que se tenha, como um pescoço. É uma coisa que se transmite, como uma gripe.
É verdade que, mesmo tendo passado dez anos, sente-se o prazer inencontrável de reencontrar quem se pensava nunca mais encontrar.



Eu não acredito. Mas cada vez tenho menos razões para não acreditar.



É pena que enquanto se é amado por alguém nunca pareça que se é. Amado, de certeza
Custou-me justificar o meu amor por ti. És difícil.



Apaixonaste-me sem que eu desse por isso.




O tempo, a ocasião e a sorte parecem ser coisas parecidas - mas são coisas muito diferentes.

O castigo de ser feliz é o tempo passar depressa



Se não sentirmos, todos os dias, que nunca mais é domingo, quando chegar o domingo parecer-se-á com outro dia qualquer.