quinta-feira, 25 de abril de 2013

Está na hora de ir embora
A vida mora lá fora
Eu sou a noite certa
Eu sou a porta aberta



Pediste-me e eu aceitei

E o sol nem se mexeu
Tu já nada representas para mim




Bom é estar contigo
Tão bom ter um abrigo
Tão bom


Tu levas-me à lua

Quem entra na dança
Quem é o primeiro




tão bom
ao cair da tarde, a porta a abrir
Não vou morrer, morrer
Só por te perder
Chorei
Mas acordei por fim
Esta vida é mesmo assim
o teu gosto nunca é igual
Quem sabe onde isto irá parar
Vem amor a noite é uma criança
e depois quem ama por gosto não cansa
Tu sempre foste de loucuras

Dois mais dois
Contando bem
Dois mais dois