quinta-feira, 5 de junho de 2014

Devemos aceitar o que é impossível deixar de acontecer.


Sem comentários: