domingo, 20 de junho de 2010



Partistes


Eras grande
Grande num país de pequenos
E eles não te perdoaram isso
Fostes a nossa maior glória, da nossa maior glória, que é a língua portuguesa
Foste Nobel
Foste incompreendido e mal-amado, ficastes triste e partiste, mas o teu coração ficou.
Eras Português e todos nós temos este fado da saudade da nossa terra
Eras irascível, como todos os génios que não têm paciência para coisas mesquinhas.


Mas serás sempre Saramago
José Saramago. 


Este foi um comentário a uma anedota sobre ciganos que coloquei neste blogue :



Anónimo disse...




"O exemplo mais escarrado de preconceito: todo cigano é ladrão desde que nasce! Cruel, senhor João Batista, e o senhor condena outros tipos de preconceito - com que moral?"

Diz o que fazes não o que dizes.

Quem não tem sentido de humor não é inteligente.

Existe limites ao humor, podemos fazer humor com algumas coisas e factos e com outros não!
Evitar fazer humor com estereótipos não será a melhor forma de os combater?
Não será censurar o humor com certas etnias ou situações uma forma de preconceito?

E depois que moral tem uma pessoa que faz uma critica sem dar a cara? Eu cá chamo de cobardia.

A liberdade é não ter medo, e eu não tenho medo de fazer humor com tudo, mesmo tudo.
Aceito a critica de humor de mau gosto, agora quem não se sente ofendido com humor sobre uns, e não aceita humor sobre outros, revela uma pequenez de inteligência que não é digna de gente inteligente, e que faz humor sobre ciganos, mas que vive diariamente num bairro onde eles habitam, e os trata com gente igual, e por isso faz humor sobre eles.

TENHO DITO!






Porque é que os vinhos doces são tão mal amados em Portugal?


tens que entrar com os teus dados! 


Uiii cambada de mal amados


O amor comeu até os dias ainda não anunciados nas folhinhas


Corno Mal Amado


Hoje o cenário é distinto


amigos para amor.

Quando já não existe outra solução temos de recorrer a esses senhores para encontrarmos peças para os nossos meninos

O amor comeu meu nome, minha identidade, meu retrato. O amor comeu minha certidão de idade, minha genealogia, meu endereço. O amor comeu meus cartões 

Cordel Do Fogo Encantado

os imprescindíveis e mal amados

os mal amados. todos eles, cada um, só existiam por causa dela


Um trajecto com ponto de partida, mas com um ponto


mas nada com a grandeza e extensão


O Palhaço do Circo sem Futuro


Não vás! O teu sorriso fica em meu ficar.
Tristezas, frustrações, enfim a vida real é bem-vinda.
O número de adopções duplicou nos últimos três anos. Ainda assim, há muitas crianças a quem foi decretada medida de adopção que nunca terão uma família.

Mulheres mal-amadas sempre foram uma pedra no sapato de todo mundo. 


Os Mal-Amados


Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca. 


por vezes
uma gaivota pousava nas águas
outras era o sol que cegava
e um dardo de sangue alastrava pelo linho da noite
os dias lentíssimos... sem ninguém 


e ao anoitecer adquires nome de ilha ou de vulcão
deixas viver sobre a pele uma criança de lume
e na fria lava da noite ensinas ao corpo
a paciência o amor o abandono das palavras
o silêncio
e a difícil arte da melancolia
 


dizem que a paixão o conheceu
mas hoje vive escondido nuns óculos escuros
senta-se no estremecer da noite enumera
o que lhe sobejou do adolescente rosto
turvo pela ligeira náusea da velhice 


Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
nem na polpa dos meus dedos
se ter formado o afago
sem termos sido a cidade
nem termos rasgado pedras
sem descobrirmos a cor
nem o interior da erva.

Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
minha raiva de ternura
meu ódio de conhecer-te

minha alegria profunda.



Sabem porque é que se deixou de fazer o Dia Europeu Sem carros?
Porque assim os funcionários da EMEL não tinham nada para fazer.


Candeias às avessas não iluminam o caminho


Uma senhora grávida pergunta ao seu filho de 6 anos:
-Então, filho, o que é que preferes? Um mano ou uma mana?
-Mãe, se não te doer muito , o que eu queria mesmo era um pónei...

Duas meninas:
"Eu nunca vou ter filhos."
"Porquê?" - pergunta a outra.
"Ouvi dizer que o download demora 9 meses!"

Garoto à professora:
- "Não quero alarmá-la, mas o meu pai diz que se as minhas notas não  
melhorarem, alguém vai levar uma sova!"


O filho pergunta ao pai:
- Oh Pai, a Maria pode engravidar?
Pai: - Quem é a Maria filhinho?
Filho: - É a minha namorada lá da escola.
Pai: - E quantos anos tem ela?
Filho: - Tem 4 anos.
Pai: - Claro que não!
Filho: - Uhh! Granda cabra! Com a história do aborto fez-me vender o
triciclo


Um casal descobre uma revista sado-masoquista escondida no quarto do filho:
Mãe: - "O que fazemos ao miúdo?"
Pai: - "Bom, pelos vistos não adianta bater-lhe..."


Uma adolescente chega a casa e diz para a mãe:
- Mamã... Estou grávida!
A progenitora, sem saber muito bem como deve reagir, pergunta:
- Rapariga, mas onde é que tu estavas com a cabeça?
- Em cima do volante, mãe... Mas que é que isso interessa?

A Ritinha fazia anos e convidou todos os amigos para o seu 
aniversário, e disse:
-Quando chegarem a minha casa tocam à campainha com a testa!
Ficou tudo intrigado...
- Com a testa?! Porquê?
- Com certeza que não estão a pensar vir de mãos a abanar, pois não?