segunda-feira, 23 de setembro de 2013










Até parece
Que não lembra
Que não sabe
O que passou
Não faz assim!...
Não faz de conta
Que não pensa
Em outra chance
Prá nós dois
Olha prá mim...
Não me torture
Não simule
Não me cure
De você...
Deixa o amanhã dizer!
Deixa o amanhã dizer!...

Arrepio, arrepio










Até mesmo quando eu não quero


Amor não é jogo de azar


Amar alguém só pode fazer bem















Quem dava, eu não tava a fim
Até desacreditei
De mim

Chuva também é água do mar lavada










E vou deixar todo mundo




Foi para não mais voltar