domingo, 27 de junho de 2010



Não será possível encontrar um painel de portugueses, minimamente cultos !




poderíamos criar uma sociedade imune à violência.


atitude chegou a exasperar várias pessoas


os filhos no culto


ecoa as pressões e contradições da sociedade


Às vezes, podemos exasperar-nos, podemos quase ser rudes


Somos, na verdade, o espelho de uma sociedade civil muito pouco vibrante 


deixam qualquer um exasperado!


É preciso que a sociedade civil tome consciência


juventude não se pode encerrar na carruagem de um comboio católico




Sujidade e ...


Na época romana, durante a juventude vive-se uma época de indulgência


Para um viajante atento oferecia-se


ainda teve acesso a gente que tinha ...


a comunicação social vive num precário equilíbrio entre a “isenção e ...


O resultado foi um produto imediato de culto à escala mundial


sociedade civil, uma natureza de reféns dos partidos


O sonho de um mundo melhor, de uma sociedade mais justa


Poeta consciente dos males que afectam a sociedade e da impossibilidade de cura


Será possível edificar uma ponte que ligue a coisa pública à juventude (tão) privada? 


Mundial é uma festa e um orgulho


A auto complacência decadentista acaba por exasperar um pouco


Não há registo memorial desde a revolução de Abril de 1974, de uma situação tão negra como actualmente se vive no seio da sociedade portuguesa.


moribundo da sociedade, a sexualidade como destruição do homem, o ressurgimento


secreto culto, elegante, sedutor e cheio de sorte


O gato que cheguei a ver por lá, uma vez ou outra, já há muito deixei de ver


Os Selvagens Da Noite não é só o espelho de uma juventude inquieta


militar e o culto da autoridade


às novas experiências e à sexualidade


um exasperado sentimento de perseguição


sim, goza ainda de certo prestígio e proximidade à juventude




a nossa sociedade, sem escrúpulos, enferma de obsessiva ambição pelo dinheiro


culto da forma


a sociedade do lado da alma


o amor e a juventude e quanto para mim é belo; ao contacto da alegria


"Viva a unidade da esquerda"
sempre interrompido e sempre exasperante
CENA: sessão de terapia de grupo.

Quatro pacientes estão reunidos. O terapeuta pede que se apresentem, que digam qual é sua atividade e que comentem porque a exercem.

- O primeiro diz: - Meu nome é Francisco, sou médico porque me agrada tratar da saúde e cuidar das pessoas.

- O segundo se apresenta: - Meu nome é Airton. Sou arquitecto porque me preocupo com a qualidade de vida das pessoas e como elas vivem.

- A terceira fala: - Meu nome Sofia e sou lésbica. Sou lésbica porque adoro peitos e bundas femininas e fico louca só de pensar em fazer sexo com mulheres.

- O quarto então diz: - Meu nome é Roberval e até uns minutos atrás eu achava que era mecânico, mas acabo de descobrir que também sou esse tal de lésbica...

Começou a música e um bêbado levantou-se cambaleando e dirigiu-se a
uma senhora de preto e pediu:

- Hic... Madame, me dá o prazer dessa dança?
E ouviu a seguinte resposta:
- Não, por quatro motivos:
Primeiro, o senhor está bêbado!
Segundo, isto é um velório!
Terceiro, não se dança o Pai Nosso!
E quarto porque "Madame" é a puta que o pariu! 
Eu sou o padre!

domingo, 20 de junho de 2010



Partistes


Eras grande
Grande num país de pequenos
E eles não te perdoaram isso
Fostes a nossa maior glória, da nossa maior glória, que é a língua portuguesa
Foste Nobel
Foste incompreendido e mal-amado, ficastes triste e partiste, mas o teu coração ficou.
Eras Português e todos nós temos este fado da saudade da nossa terra
Eras irascível, como todos os génios que não têm paciência para coisas mesquinhas.


Mas serás sempre Saramago
José Saramago. 


Este foi um comentário a uma anedota sobre ciganos que coloquei neste blogue :



Anónimo disse...




"O exemplo mais escarrado de preconceito: todo cigano é ladrão desde que nasce! Cruel, senhor João Batista, e o senhor condena outros tipos de preconceito - com que moral?"

Diz o que fazes não o que dizes.

Quem não tem sentido de humor não é inteligente.

Existe limites ao humor, podemos fazer humor com algumas coisas e factos e com outros não!
Evitar fazer humor com estereótipos não será a melhor forma de os combater?
Não será censurar o humor com certas etnias ou situações uma forma de preconceito?

E depois que moral tem uma pessoa que faz uma critica sem dar a cara? Eu cá chamo de cobardia.

A liberdade é não ter medo, e eu não tenho medo de fazer humor com tudo, mesmo tudo.
Aceito a critica de humor de mau gosto, agora quem não se sente ofendido com humor sobre uns, e não aceita humor sobre outros, revela uma pequenez de inteligência que não é digna de gente inteligente, e que faz humor sobre ciganos, mas que vive diariamente num bairro onde eles habitam, e os trata com gente igual, e por isso faz humor sobre eles.

TENHO DITO!






Porque é que os vinhos doces são tão mal amados em Portugal?


tens que entrar com os teus dados! 


Uiii cambada de mal amados


O amor comeu até os dias ainda não anunciados nas folhinhas


Corno Mal Amado


Hoje o cenário é distinto


amigos para amor.

Quando já não existe outra solução temos de recorrer a esses senhores para encontrarmos peças para os nossos meninos

O amor comeu meu nome, minha identidade, meu retrato. O amor comeu minha certidão de idade, minha genealogia, meu endereço. O amor comeu meus cartões