quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Pensa profundamente, mas não às escuras.


A dor do mundo é grande? Talvez seja. Como não há metro para ela, não sabemos.















Rir não é não ter razão. Não há relação entre a solenidade e a verdade.














O homem vulgar, por mais dura que lhe seja a vida, tem ao menos a felicidade de a não pensar.






já não há génio, nos nossos dias, sem clamor e sem rouquidão.






Antigamente as pessoas queriam criar-se uma reputação: isso já não basta, a feira tornou-se demasiado vasta; agora é necessário vender aos berros.











Pois, infelizmente, o cérebro humano é um dos poucos órgãos do corpo que não têm uma válvula excretora.