quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Quanto mais diferente de mim alguém é, mais real me parece









1 comentário:

Anónimo disse...

Precioso monstruo el penúltimo. Y uncut, fantásticoooooo.