sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Podemos pretender ser quanto queiramos; mas não é lícito fingir que somos o que não somos.








Sem comentários: