sábado, 10 de janeiro de 2015

No amor, a ingratidão dos homens é quase sempre a recompensa das nossas concessões.











Sem comentários: