segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Eis o acaso: mestre da arte régia de tornar claro o quanto, em oposição ao seu favor e à sua graça, todo o mérito é impotente e sem valor.











































Sem comentários: