quarta-feira, 21 de maio de 2014

Do nada, nada vem; e ao nada, nada pode reverter.












Sem comentários: