quarta-feira, 17 de abril de 2013




É por dentro do meu peito, triste,
que o silêncio se insinua, agreste.

Sem comentários: